Em Mato Grosso, mulheres empreendem no mercado de startups

Participação feminina em negócios inovadores ganha cada vez mais espaço.

0

Gestar o novo é próprio das mulheres e vai muito além da maternidade. Entre as empreendedoras, muitas investem em ideias que são soluções inéditas para suprir alguma carência do mercado. Essas inovações surgem na forma de startups. Em Mato Grosso, as mulheres respondem por aproximadamente 50% dos negócios inovadores, afirma o gestor de Projetos de Startup do Sebrae, Fernando Pscheidt.

ntre as empresas inovadoras que surgiram recentemente está a Celebrar.co, focada em identificar e conectar uma rede de fornecedores para eventos em São Paulo, mediante a cobrança de 10% de taxa sobre o serviço. Por meio dela, os clientes conseguem cotações e agendamentos de eventos, explica a diretora de inovação da empresa, Monna Cleide Santos, que esteve em Cuiabá para participar do Meetup Mulheres Empreendedoras. O evento atraiu 250 participantes, majoritariamente mulheres, e foi realizado no final de outubro no Centro Universitário Várzea Grande (Univag).


Como palestrante convidada para o Meetup Mulheres Empreendedoras, Monna falou sobre a experiência de ser uma empreendedora no sistema de startups. “As mulheres empreendem por necessidade e a gente quer que elas empreendam por inovação”, enfatiza. Para ela, criar startup pode não ser tão fácil quanto parece, mas também não é impossível. Avalia, ainda, que um negócio inovador apoiado por uma equipe colaborativa tem mais chances de ser bem-sucedido. Durante sua palestra, Monna compartilhou o que aprendeu na prática e sua vivência do mercado. “Acho que, no geral, a participação das mulheres nesse meio é mais restrita, mas isso está mudando rápido”.

O momento de troca de conhecimento também incluiu palestra da publicitária Silene Ferreira. Ela falou sobre a inserção das mulheres no mercado de trabalho e fez um resgate histórico sobre a atuação feminina na sociedade e no mundo empresarial. “Mulheres deixaram de ser parte do mercado e hoje são o mercado”, define a publicitária, ao destacar a influência feminina no mercado consumidor.

Desafios do empreendedorismo foi o foco da palestra da proprietária das lojas Mabi, Amanda Manzano. Ao falar da sua experiência pessoal como empreendedora, ela destacou a persistência, resiliência e adaptabilidade como uma das características marcantes de quem busca criar e manter o próprio negócio. A decisão de empreender foi tomada pela atual empresária quando ainda era acadêmica de Direito e após vencer o 1º Startup Weekend de Mato Grosso, realizado em Cuiabá.

“O empreendedorismo feminino aumentou muito e é pertinente falar sobre inovação”, avalia a professora de Administração, Rosana Rocha, que ouviu as palestras na companhia de 20 alunos do 8º semestre do curso de Administração do Univag.

O Meetup Mulheres Empreendedoras foi realizado pelo Sebrae em parceria com as comunidades de Startups de Mato Grosso (Startups/MT) e de Tecnologia de Mato Grosso (Dev/MT) e com o Univag.

  Reforma trabalhista completa um ano neste domingo




| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui