Agentes serão qualificados em operações penitenciárias especiais

Agentes serão qualificados em operações penitenciárias especiais

0

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos iniciou nesta quinta-feira (08.11) o 3° curso de Operações Penitenciárias Especiais (COPE). A solenidade foi realizada no auditório do Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso e contou com a presença da equipe gestora da Sejudh, de diretores de diversas unidades prisionais do Estado, além de autoridades da Polícia Militar.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Fausto Freitas agradeceu as parcerias que resultaram na capacitação e ressaltou que trabalhos como este tem colocado o Sistema Penitenciário de MT como referência no país. “Temos sido referência tanto na qualificação dos profissionais como na ressocialização dos reeducandos. Recebemos diversas solicitações de outros estados pedindo a liberação de nossos instrutores para ministrarem cursos fora. Isso mostra que estamos evoluindo e precisamos continuar neste caminho”.


O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Vieira da Cunha, entende que os procedimentos bem executados salvam vidas, pois, segundo ele, qualquer situação adversa que ocorrer nas unidades prisionais afetará a todos. Por isso, ele acredita na importância da capacitação do agente. “Isso contribui para que o nosso sistema penitenciário, com equipes capacitadas, se destaque no enfrentamento a facões criminosas”.

  PF ainda investiga e homicídio durante voo e desaparecimento de corpos ainda é mistério

Também participaram da abertura oficial do curso o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Alves Flores, o diretor de Ensino Penitenciário, Anderson Santana, o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso, João Batista, tenente-coronel PM, Clarindo Castro, que ministrou uma palestra sobre a trajetória do Sistema Penitenciário do estado.

Sobre o curso

As aulas do 3º Cope serão realizadas ao longo de dois meses, com a proposta de capacitar os agentes penitenciários para operarem em situações de alto risco como motins, rebeliões, escoltas de alta periculosidade, entre outros. Além disso, a qualificação é importante porque é pré-requisito para os agentes ingressarem no Serviço de Operações Especializadas (SOE).

Serão capacitados agentes penitenciários inscritos que atuam na Gerência de Custódia e nas unidades prisionais de Cuiabá, Cáceres, Várzea Grande, Barra do Garças, Rondonópolis, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Juara, Colniza e na Colônia Penal Agrícola de Palmeiras.

Após o curso, os alunos receberão um certificado de 550 horas/aulas. O primeiro Cope foi realizado em 2010, quando foi criado pela Lei Complementar de n° 389 de 31 de março o SOE e o segundo curso ocorreu em 2011.





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui