Lava Jato chega até Lucas do Rio Verde

0

A Polícia Federal cumpre na manhã desta sexta-feira 63 mandados de busca e apreensão e 19 de prisão temporária, expedidos no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, cumpridos no Distrito Federal e em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.

 


A operação batizada de ‘Capitu’ investiga suposto esquema de corrupção no ministério da Agricultura durante o governo da ex-presidente Dilma Roussef (PT), que é um desdobramento da Lava Jato, foi batizada de Capitu e é baseada na delação do doleiro Lúcio Funaro, apontado como operador do MDB.

 

Em Mato Grosso, o deputado federal eleito e ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Neri Geller (PP) também foi alvo de uma mandado de prisão nas primeiras horas da manhã de hoje em Lucas do Rio Verde. Segundo informações, o mandado é temporário, Neri que estava em Rondonópolis nesta manhã, foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Rondonópolis. Em Lucas a PF esteve cumprindo mandados de busca e apreensão em sua residência e seu posto de combustível.

  Homem furta loja de eletrônicos, é flagrado por câmera segurança e preso em MT

A defesa do deputado se manifestará quando tiver acesso aos autos da Operação Capitu.

 

Segundo divulgou o site G1, os 19 mandados de prisão temporária e 63 de busca e apreensão são cumpridos no Distrito Federal e em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.

VEJA A LISTA DE PRESOS

  • Antonio Andrade, vice-governador de Minas e ex-ministro da Agricultura de março a dezembro de 2014
  • Joesley Batista, dono da JBS
  • Ricardo Saud, executivo da JBS
  • Demilton de Castro, executivo da JBS
  • João Magalhães, deputado estadual pelo MDB de MG
  • Neri Geller, deputado eleito pelo PP de MT
  • Rodrigo Figueiredo, ex-secretário de Defesa Agropecuária
  • Mateus de Moura Lima Gomes, advogado
  • Mauro Luiz de Moura Araújo, advogado
  • Ildeu da Cunha Pereira, advogado

 

A reportagem está tentando obter mais informação sobre o caso. O espaço está aberto para manifestação.

 

Confira mais informações após coletiva de imprensa: Clique Aqui.

 

Defesa de Neri Geller reforça inocência

 

Operação Capitu: investigadores suspeitam de crime eleitoral





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui