Assessor de Bolsonaro pede desculpas por ter ofendido jornalistas

0

O assessor de imprensa Carlos Eduardo Guimarães, que trabalha para o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), pediu desculpas hoje (29) em um grupo de jornalistas. A reação ocorreu um dia depois de Guimarães ofender repórteres e produtores de televisão e rádio incluídos no grupo, afirmando que os jornalistas são “o maior engodo do jornalismo do Brasil”.

Em nota, Guimarães reconheceu que agiu “de forma rude e equivocada”. A mensagem enviada ontem (28) por ele, no grupo de WhatsApp de jornalistas, após a confirmação da vitória de Bolsonaro foi bem objetiva. “Não estava quase empatado? Vocês são o maior engodo do jornalismo do Brasil. Lixo.”


Guimarães justificou que estava “insatisfeito” com a cobertura jornalística sobre Bolsonaro. Segundo ele, não quis generalizar, atacar ou desmerecer qualquer dos jornalistas e acrescentou que esta não é a orientação do presidente eleito.

“Visivelmente empolgado com o resultado da apuração eleitoral usei palavras absolutamente inadequadas, extrapolando na minha manifestação”, diz a nota de Guimarães.

Edição: Sabrina Craide

  Incêndio nos EUA: 1,3 mil estão desaparecidos; 79 mortes confirmadas