Eleitor no exterior vai ter aquecedor e proteção contra chuva

0

Alguns dos 500.727 eleitores brasileiros que votam no exterior vão ter surpresas neste domingo (28), como aquecedores em Montreal (Canadá), um sistema profissional de organização de filas em Londres e proteção para chuva em cidades norte-americanas. A ideia é dar conforto para quem aguarda a vez para votar, sem desgastes nem incômodos.

“A experiência do primeiro turno ajudou bastante e adotamos essas medidas para contribuir ainda mais no dia das eleições”, afirmou à Agência Brasil a diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior do Itamaraty, embaixadora Luiza Lopes da Silva.


No primeiro turno, apenas 40% dos 500,7 mil eleitores cadastrados para votação compareceram nos 138 postos eleitorais, em 171 cidades de 100 países, nos quais o Brasil tem representação diplomática. No exterior, os eleitores votam exclusivamente para o cargo de presidente da República. O resultado da votação no exterior será divulgado somente após o término da votação no Brasil.

De acordo com relatos transmitidos à área consular Itamaraty, muitos brasileiros não votam por causa da distância entre onde moram e os postos, assim como as despesas são consideradas elevadas e ainda há, em alguns casos, dificuldades climáticas.

  Roberto Campos Neto comandará Banco Central

A embaixadora Luiza Lopes da Silva disse que o desafio das autoridades eleitorais e do próprio Itamaraty é ter uma estrutura para as eleições em todos os locais onde há comunidades de brasileiros. “Estamos avançando. A cada eleição conquistamos mais seções e mais brasileiros participam.”

Reclamações

No primeiro turno, não houve registros de incidentes graves nem confrontos. Apesar da polarização política, os brasileiros no exterior mantiveram o debate sem partir para discussões nem conflitos. Porém, muitos que foram votar fizeram queixas. O principal motivo: longas filas, como as registradas em Londres, que tem 26 mil eleitores, e Lisboa com 21 mil.

No caso de Londres, foi contratada uma empresa especializada em grande público que se destina a administrar multidões, assim o Itamaraty espera que, se houver filas, que não sejam um problema.

Também houve reclamações por causa do frio em Montreal, no Canadá, que nesta época do ano pode chegar a 2º graus Celsius. O Itamaraty instalou um sistema de aquecedores na seção de votação.

Em algumas cidades norte-americanas com previsão de chuva neste fim de semana será colocada proteção contra chuva.

Edição: Carolina Pimentel