População debate zona de amortecimento do Parque Serra de Ricardo Franco

População debate zona de amortecimento do Parque Serra de Ricardo Franco

0

Os moradores de Vila Bela da Santíssima Trindade e região e representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente se reúnem no dia 7 de novembro (quarta-feira) para conhecer a proposta de zona de amortecimento do Parque Estadual Serra de Ricardo Franco e apresentar sugestões e considerações acerca do projeto. A oficina participativa integra a série de ações realizadas para a elaboração do Plano de Manejo da unidade de conservação.

“O Plano de Manejo é o documento técnico que irá nortear o trabalho de definição de normas e usos do parque”, explica do superintendente de Mudanças Climáticas e Biodiversidade (Subio), Elton Silveira. O plano estabelecerá o zoneamento da unidade de conservação, equipamentos que poderão ser instalados, além de apresentar o diagnóstico dos meios físico e biótico, bem como aspectos socioeconômicos, históricos e culturais.


Sob a supervisão da Coordenadoria de Unidades de Conservação (Cuco), o plano está sendo elaborado por meio de contrato de compensação ambiental com a Mineradora Apoena S.A, que selecionou a empresa IGPLAN – Inteligência Geográfica Ltda. A previsão é que o trabalho seja concluído no primeiro trimestre de 2019. A Sema determinou que sejam realizadas Oficinas de Planejamento Participativo (OPP) e que haja o envolvimento da população, comunidade científica e lideranças locais.

Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, André Baby, o envolvimento da população nesse processo é essencial para que a própria sociedade auxilie na conservação do parque. “Todos temos o direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado e na mesma proporção vem o dever. Trazer a população para dentro do processo de definição das diretrizes para a implantação definitiva do parque é importante para que a comunidade local nos ajude na gestão compartilhada da unidade”, reforça Baby.

  Barranco em garimpo em MT soterra e mata ex-prefeito e suplente de deputado

Potencial turístico

O Parque Estadual Serra de Ricardo Franco é uma das unidades de conservação estadual com maior potencial turístico de Mato Grosso. São 158,6 mil hectares de extensão contendo em seu interior centenas de cachoeiras, piscinas cristalinas, vales e uma vegetação que reúne floresta Amazônica, o Cerrado e Pantanal, com espécies únicas de fauna e flora, algumas ainda desconhecidas da ciência. O parque também abriga a cachoeira do Jatobá, a maior do Estado e quarta maior do país, com 248 metros de queda. A unidade de conservação faz fronteira com o Parque Nacional de Noel Kempff, em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia).

Criado em 1997 por meio do Decreto no. 1.796, a unidade de conservação está classificado na categoria proteção integral. De acordo com Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), criado pela lei 9.985, de 18 de julho de 2000, essas áreas são destinadas à proteção da natureza e por isso é permitido apenas o uso indireto dos recursos naturais; ou seja, aquele que não envolvem consumo, coleta ou danos aos recursos naturais. Entre os usos indiretos dos recursos naturais podemos ter a recreação em contato com a natureza, turismo ecológico, pesquisa científica, educação e interpretação ambiental, entre outras.

Serviço

Segunda Oficina Participativa Plano de Manejo Parque Estadual Serra de Ricardo Franco
Data: 07/11/2018 às 14h
Local: Salão Paroquial, Vila Bela da Santíssima Trindade





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui