O estado do veículo deve ser sempre uma preocupação ao motorista.  Manter o veículo em boas condições e ter certeza de que ele está funcionando perfeitamente bem é um fator determinante para quem precisa pegar a estrada.  Na concessionária, no momento da aquisição do carro, o condutor também deve se preocupar em saber o tempo de vida útil, já que isto é um dos detalhes que irá fazer toda a diferença na sua vida como motorista.

O condutor deve saber como cuidar do seu veículo para se manter seguro e evitar problemas.  Para ajudar o motorista, selecionamos algumas informações importantes para que ele saiba como evitar a depreciação e prolongar a vida útil do carro. Seu automóvel é um dos seus maiores patrimônios. Entenda como funciona a depreciação e vida útil de um carro e cuide bem dele.


O veículo deve estar em boas condições na hora de circular

O condutor, na hora de circular com seu carro, deve compreender que ele tem a responsabilidade de mantê-lo em boas condições e atestar seu bom funcionamento na hora do uso. Dirigir seu carro com condições precárias pode ser perigoso e você estará colocando a si mesmo e aos outros condutores em perigo.

A legislação determina que o motorista deve circular apenas com o veículo em perfeitas condições. Isto fica explícito no artigo 27 do Código de Trânsito Brasileiro. De acordo com este artigo,

“Art. 27. Antes de colocar o veículo em circulação nas vias públicas, o condutor deverá verificar a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório, bem como assegurar-se da existência de combustível suficiente para chegar ao local de destino”

Além deste artigo, também fica especificado, no art. 230 do CTB, o qual legisla sobre as infrações de trânsito, que conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído é uma infração.  O condutor levará 5 pontos na carteira e deverá pagar uma multa que custa, atualmente, R$195,23.

Mantenha seu veículo em dia e saiba como funciona a sua depreciação e vida útil. Isto irá fazer com que você circule em segurança e não tenha problemas por causa das condições do seu carro.

Entenda o que significa a depreciação do veículo e como calculá-la

Depreciação do veículo significa, basicamente, a perda de valor e qualidade do carro.  Com o tempo, além de desvalorizar monetariamente, seu carro também terá mais chances de dar problemas na estrada ou estragar alguma peça essencial.  Isto é desvalorização. Diversos fatores podem influenciar nesta depreciação. Se o carro é importado, por exemplo, desvaloriza mais rápido, já que é mais difícil encontrar peças.  As quilometragens, condições de uso e cuidados do motorista também são fatores que influenciam nesta desvalorização.

Existem diversas maneiras de calcular a depreciação do seu veículo. Uma das mais comuns é avaliar a tabela FIPE. A Tabela FIPE é uma tabela de referência para os preços médios dos veículos no mercado nacional.  Você pode checar esta tabela mensalmente para verificar a desvalorização do seu automóvel.  Outra maneira de calcular a depreciação é diminuir o valor do carro zero do preço do seminovo e dividir este resultado pelo número de meses do veículo.  Calcule a depreciação e mantenha-se sempre antenado para fazer um bom negócio.

Cuidados específicos podem aumentar a vida útil do seu veículo

Existem algumas condutas que você pode tomar e que, com certeza, ajudam a aumentar a vida útil do veículo, como, por exemplo, prestar atenção no modo como você dirige. A embreagem e os freios podem se desgastar ou não funcionar corretamente se você não utilizá-los de forma correta.

Não dirija com o pé encostado no pedal da embreagem, pois isso pode prejudicar a peça e desgastá-la.  Lembre-se de que a embreagem não pode ser utilizada para controlar subidas. Além disso, freadas bruscas também prejudicam seu carro. Não deixe seu veículo desengatado nas ladeiras para economizar combustível, isto só trará mais problemas devido ao desgaste, e a economia não valerá a pena.

Cheque constantemente o óleo, a água e, principalmente, a calibragem dos pneus. Seu carro precisa estar com todos estes detalhes em dia para funcionar perfeitamente.  Escolha o combustível certo. Cada carro tem suas necessidades especiais na hora de abastecer. Verifique qual tipo de combustível é melhor e mais econômico no seu caso.

Além disso, conheça bem o local onde está abastecendo e evite ser enganado com gasolina adulterada. Não deixe que a gasolina chegue na reserva para abastecer, isto também pode diminuir a vida útil do automóvel. A revisão pode, às vezes, ser um pouco salgada, mas também pode ajudar a evitar muito incômodo e fazer com que a vida útil do seu veículo se estenda. Não deixe de se programar para realizá-la conforme o necessário.

Vida útil do carro também é determinada pelo local de comercialização

A determinação da vida útil de um veículo passa por diversos fatores que são estudados antes mesmo de sua comercialização. São feitos testes de rodagem com condições parecidas ao local onde será comercializado e outros estudos.

O condutor deve entender que cada fabricante estabelece uma expectativa de vida para os seus veículos. Esta expectativa é dada a partir dos testes realizados com base em suas aplicações e em um coeficiente de segurança particularmente determinado pela engenharia do produto.

Outro ponto importante é saber que a vida útil do seu veículo também pode estar condicionada a diversos fatores, como o local onde ele está sendo comercializado e as condições de rodagem.

A vida útil do seu carro diminuirá, por exemplo, se ele é comercializado em locais com buracos, estradas de terra, estradas de cascalho, pavimento quebrado, lombadas. É importante você verificar as condições de rodagem e de onde ele procede.

Manter seu carro em boas condições é sua responsabilidade e uma forma de garantir que esteja seguro na estrada.





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui