O Brasil está dividido e deve se unir após eleição, diz Temer 

0

O presidente da República, Michel Temer, disse hoje (12) que o Brasil está dividido por causa das eleições. Ele acredita, no entanto, que essa divisão entre os brasileiros será superada assim que terminar o período eleitoral.

“Temos de ter a compreensão de que a eleição é um momento político-eleitoral. Logo depois vem o momento político-administrativo. No momento político-eleitoral, é natural que haja divergência. O que não pode haver é violência. Tenho absoluta convicção de que, passado esse momento, após a eleição o Brasil estará reunificado”, afirmou o presidente.

Temer participou nesta sexta-feira de uma missão em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no centro de visitantes das Paineiras, aos pés do monumento do Cristo Redentor, que completa hoje 87 anos.

Em entrevista à imprensa, o presidente disse ainda que se preocupa com episódios de violência ocorridos durante a eleição.

“É claro que toda vez que se fala em violência temos de nos preocupar. Por isso, precisamos combatê-la como estamos fazendo todos”, acrescentou Michel Temer. Ele  disse ainda que está se divertindo com as brincadeiras feitas na internet, cujo mote é a frase “Fica Temer”, em alusão às incertezas sobre o resultado da eleição.

  SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C

Durante a missa, celebrada por Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, também foi anunciado que os visitantes ao monumento do Cristo Redentor poderão fazer uma doação voluntária para manter a estátua.

Edição: Armando Cardoso