PRB se declara neutro no segundo turno

0

O PRB decidiu hoje (9) se declarar neutro com relação ao segundo turno das eleições presidenciais deste ano entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PSL).

Segundo o presidente do partido, Marcos Pereira, a posição de liberar os filiados foi tomada por unanimidade tendo em vista as diferenças regionais da sigla.

No primeiro turno, o PRB, que faz parte do bloco conhecido como “centrão”, fez parte da coligação de Geraldo Alckmin (PSDB), que obteve 4,8% dos votos no último domingo (7) e ficou em quarto lugar na disputa.

“Não houve divergência, decidimos assim porque o Brasil é um país continental, tem as suas peculiaridades e nos estados que têm segundo turno, o partido está coligado com candidatos a governos”, disse o dirigente.

Ao ler o comunicado da legenda para a imprensa, Marcos Pereira disse que, com a liberação de posicionamento, cada dirigente e filiado poderá deliberar de acordo com o que for “melhor para o seu projeto local”.

Pereira foi ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do governo Michel Temer até o início deste ano e é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus.

  Ex-secretário de Alckmin será o ministro do Meio Ambiente

A reunião ocorreu na liderança do PRB na Câmara dos Deputados. Nas eleições proporcionais, a sigla superou a marca de 21 parlamentares de 2014, elegeu 30 deputados este ano e será a oitava maior bancada da Casa.
Edição: Fábio Massalli