Cruzeiro e Corinthians duelam em final inédita na Copa do Brasil

Maior vencedor do torneio, time celeste chegou à oitava decisão e busca o sexto título. Já o Corinthians luta pelo tetracampeonato. Quem está melhor?

0

Corinthians e Cruzeiro medirão forças na final da Copa do Brasil de 2018. Será a oitava decisão do time mineiro, que tem cinco títulos (1993, 1996, 2000, 2003 e 2017). Já a equipe paulista, que disputará a sexta final da sua história, já conquistou três vezes o torneio (1995, 2002 e 2009).

O clube celeste está em melhor fase na temporada em relação ao rival. No Brasileirão, está uma posição à frente do Corinthians — é o sétimo colocado, com 37 pontos, enquanto o time alvinegro está em oitavo lugar, com 34.


 

O Cruzeiro também segue na disputa da Copa Libertadores. Apesar da derrota por 2 a 0 para o Boca Juniors, na Bombonera, em Buenos Aires, na primeira partida da semifinal da competição continental, o time ainda pode chegar à decisão.

A missão é difícil, mas possível: será preciso bater o forte time argentino por dois gols de diferença no Mineirão, em jogo marcado para o dia 4 de outubro. Caso o Boca marque gols na casa do adversário, a tarefa será ainda mais complicada, pois o Cruzeiro precisará de três gols de vantagem para se classificar.

Cruzeiro entrosado x Corinthians renovado

O técnico Mano Menezes conta com um elenco mais experiente e entrosado. A equipe terá, entre os pontos fortes, a solidez de Fábio no gol, uma zaga com Léo e Dedé, que voltou de contusão e foi novamente convocado para defender a seleção brasileira.

No meio, o time celeste tem a segurança de Lucas Silvas, Henrique e a criatividade dos meias Robinho e Thiago Neves. No ataque, o equatoriano Barcos começou a fazer gols e será mais uma importante arma para o treinador.

 

Já o Corinthians vive uma temporada instável. O elenco e a comissão técnica sofreram muitas baixas. Uma das perdas mais sentidas foi a do meia Rodriguinho, responsável pela armação da equipe e autor de gols importantíssimos. Isso sem falar no técnico Fábio Carille, responsável pela reestruturação do futebol corintiano após a saída de Tite para a seleção brasileira.

Mesmo assim, com uma campanha de regular para boa no Paulistão deste ano, o clube alvinegro chegou à final e venceu o Palmeiras dentro da casa do rival. A vitória fez subir o status do time, que de desacreditado passou a canditato a título no Brasileirão.

No entanto, sob o comando de Osmar Loss, auxiliar que foi campeão e muito bem-sucedido nas categorias de base do Corinthians, a equipe não se encontrou e perdeu forças no Nacional. O treinador perdeu o cargo e o clube trouxe Jair Ventura, que havia se destacado no Botafogo, mas não teve o mesmo desempenho no Santos.

 

Como o futebol tem seus mistérios e a mística da camisa alvinegra também empurra o time em momentos difíceis, o Corinthians chega em igualdade de condições com o rival mineiro. Além disso, jogadores como Cássio, Fagner — que representaram o clube na Copa da Rússia —, Henrique, Jadson e Romero têm totais condições de mudar a história da final.

 


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui