DGU realiza mutirão para agilizar andamento de processos

0

Analistas de projetos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Smades) realizou neste sábado (28) o primeiro mutirão com o objetivo de dar celeridade na análise de cerca de 1.485 processos digitais em andamento protocolados este ano.

Levantamentos da Diretoria de Gerenciamento Urbano (DGU) apontam que de janeiro a julho 368 projetos foram aprovados e expedidos alvará. Em se tratando de “Habite-se”, 232 já foram emitidos neste período. A expectativa é de que este ano mais de 900 projetos sejam aprovados.

Tendo em vista a grande demanda recebida pelo município, nove profissionais entre arquitetos e engenheiros da DGU- responsáveis pela inspeção dos processos – conseguiram analisar 52 processos referentes à regularização de Habite-se, parcelamento de solo (loteamentos/condomínios), alvarás de obras e aprovação de projetos durante o mutirão, que ocorreu das 8h às 14h.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, a medida faz parte de uma das ações pensadas pela gestão, que visa agilidade e qualidade na prestação de serviços. 

“Nosso maior desafio é diminuir o volume de projetos na área urbanística para aprovação. Já conseguimos atender grande parte da demanda do contribuinte, mas acredito que aos poucos estamos conseguindo sanar todas essa morosidade relacionadas à aprovação dos projetos, seja na área ambiental ou urbanística. Além disso, estamos trabalhando para melhorar o nosso sistema, digitalizar todos os nossos documentos, dando assim, mais celeridade para as análises. Creio que quando tivermos tudo isso de forma digital, o andamento será muito mais rápido”, explicou o secretário.

  Correios fecham 41 agências; Mato Grosso na lista

Para potencializar as ações desenvolvida pela Smades, novos mutirões deverão ser realizados até o final do ano.

“Essa nova sistemática que estamos adotando vem ao encontro da necessidade de flexibilizar o trabalho dos nossos analistas. Estamos tomando outras medidas como a contratação de mais profissionais e investimentos na capacitação dos profissionais externos. Consequentemente tudo isso contribuirá para a qualidade da prestação dos serviços públicos”, afirmou o secretário-adjunto de Desenvolvimento Urbano, Danilo Zanetti.

Toda essa movimentação, gera reflexos positivos e motivam a secretaria a inovar e oferecer melhores serviços para a população. Além disso, possibilita que a cidade siga o padrão regulamentado pela lei complementar n° 389/2015, de Uso e Ocupação do Solo, que trata do desenvolvimento integrado e harmonioso de Cuiabá e seu entorno.

 





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui