Cavalo era obrigado a beber pinga

Moradores se mobilizaram e conseguiram comida, tratamento e até uma clínica improvisada em um campo em Novo Horizonte (SP). Depois de um mês sendo cuidado, o animal começa a se acostumar ao novo lar.

0

Moradores de Novo Horizonte (SP) se solidarizaram com a história de um cavalo que era vítima de maus-tratos do dono. O animal era obrigado até a beber pinga, segundo voluntários que se uniram para resgatar o animal.
O resgate foi feito no dia 17 de junho. Um mês depois, o cavalo, que ganhou o nome de Guerreiro, já apresenta melhora em seu estado de saúde.
Os voluntários lembram que quando chegaram ao local o animal não conseguia nem se levantar. Ele estava fraco, machucado e amarrado a uma árvore no bairro Jardim América.
Como o animal não conseguia andar por estar bem fraco, o consultório veterinário foi improvisado no local. O veterinário João Gabriel Godrim acompanhou o caso desde o início, cuidou das feridas, aplicou o soro e retirou amostras de sangue para analisar no laboratório.
“Ficou comprovado no exame de sangue que o animal ingeria álcool. O hemograma mostrou que todas as enzinas do fígado estavam elevadas.”
 

;
;
;





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui