Fluminense volta a vencer

Equipe se impõe no segundo tempo, Pedro marca duas vezes e Tricolor supera o Sport por 2 a 1

0

O Fluminense novamente foi melhor que o adversário, a exemplo da última partida, só que dessa vez conseguiu transformar a superioridade em três pontos. O Tricolor foi à Ilha do Retiro e bateu o Sport por dois a um – os dois gols marcador por Pedro que assumiu a artilharia do Campeonato Brasileiro, com nove gols – no dia seguinte a ter completado 116 anos história. Com a vitória, o Time de Guerreiros pulou para 18 pontos, na 11ª colocação.
 
Em um primeiro tempo muito truncado, o Fluminense, mesmo sem ter uma grande atuação, saiu na frente com Pedro aproveitando cruzamento de Léo, mas logo em seguida os donos da casa empataram. Foi na segunda etapa que o Tricolor se soltou. O Flu foi melhor ao longo de toda segunda etapa e criou várias oportunidades. O gol, no entanto, só saiu na reta final, em uma jogada que envolveu os estreantes Everaldo e Junior Dutra e acabou com Pedro escorando de calcanhar. O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira, para encarar o Palmeiras, no Maracanã, às 19h30.
 
PRIMEIRO TEMPO
O jogo começou em ritmo lento, com as duas equipes com muita dificuldade para construir jogadas ofensivas, buscando principalmente a ligação direta. Na primeira chance real do Flu, aos 16 minutos, o então vice-artilheiro do Brasileirão não desperdiçou. Pedro recebeu cruzamento de Léo e bateu forte no canto de Magrão. A bola ainda tocou na trave antes de entrar. Mas dois minutos depois, também na primeira chegada perigosa, o Sport empatou, gol de Gabriel aproveitando rebote de Júlio César. Os gols seguidos acabaram não mudando muito a dinâmica do jogo. O time da casa seguia buscando o ataque na base de cruzamentos longos e o Tricolor esperando o momento de contra-atacar. O Sport chegou acertar a trave em um cobrança de escanteio de Michel Bastos e foi só até o fim da primeira etapa.
SEGUNDO TEMPO
O Fluminense voltou para a segunda etapa com Junior Dutra, estreante, na vaga de Dodi. O Flu passou a marcar mais em cima e  ter mais posse de bola no ataque. Aos 8 minutos, Richard deu uma arrancada que chegou até Pedro. O camisa 9 bateu colocado e a bola passou muito perto. Na sequência, foi Junior Dutra que teve liberdade para finalizar, mas o chute subiu demais. Dois minutos depois, o Tricolor teve chance clara: Junior Dutra encontrou Marcos Júnior livre, o camisa 35 rolou para Pedro finalizar sem goleiro, mas, atrapalhado pela zaga, o atacante não conseguiu concluir para o gol. Nesse momento o Time de Guerreiros já tinha o domínio do jogo. Aos 16 minutos, a equipe trabalhou bem a bola até Pedro obrigar Magrão a fazer boa defesa. No escanteio, nova finalização do Flu que passou com perigo. Aos poucos o Sport foi novamente tentando equilibrar o jogo. Aos 33, o Fluminense voltou a assustar, Matheus Alessandro, que entrara no lugar de Marcos Júnior, fez jogada individual e cruzou para Richard que finalizou no canto, mas sem força. Marcelo Oliveira sacou Sornoza e promoveu a estreia de Everaldo, deixando o Flu praticamente com quatro atacantes. E deu certo, com os quatro participando do segundo gol, aos 39 minutos. Everaldo roubou a bola no ataque e tentou a finalização, a bola sobrou para Matheus Alessandro que também tentou o gol, Junior Dutra aproveitou o rebote e rolou para Pedro que de calcanhar escorou para o gol e a vitória.
 
FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO 2018 – 14ª RODADA
Ilha do Retiro – Recife-PE
Sport (1)
Magrão, Raul Prata, Ronaldo Alvez, Leo Ortiz e Sander; Felipe Bastos (Marlone), Deivid, Gabriel, Michel Bastos e Rafael Marques (Andrigo); Rogério (Carlos Henrique).
Técnico: Claudinei Oliveira
Fluminense (2)
Júlio César; Léo, Digão, Gum e Ayrton Lucas; Mateus Norton, Richard, Dodi (Junior Dutra) e Sornoza (Everaldo); Pedro e Marcos Júnior (Matheus Alessandro).
Técnico: Marcelo Oliveira
Gols:  Pedro (16’/1T e 39/2T), Gabriel (18/1T)
Cartões amarelos: Dodi (14’/1T), Ayrton Lucas (22’/1T), Sornoza (22’/1T), Felipe Bastos (25/1T), Richard (33’/1T) e Léo (45/2T)
Arbitragem: Braulio da Silva Machado (SC), Bruno Boschilia (PR) e Neuza Inês Back (SC)






| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui