Amor Exigente: Quebrando paradigmas em Lucas do Rio Verde

0

Estão acontecendo todos os sábados em Lucas do Rio Verde as reuniões do “Amor Exigente”. Trata-se de grupo de apoio e ajuda mútua voltado para familiares de dependentes químicos, cujo objetivo é trabalhar o relacionamento dos pais e seus problemas com os filhos, usuários de drogas ou não, e encontrar com eles um caminho para sair, evitar o ingresso ou reingresso na dependência.

Como explicou Josie Oliveira, uma das voluntárias nesse trabalho, o grupo em Lucas do Rio Verde auxilia os familiares de pessoas que enfrentam a problemática dos dependentes químicos, pois quando há um caso desses na família, todo o núcleo familiar adoece junto.

O Amor Exigente tem várias vertentes. Há o Amor Exigentinho, que atende às crianças, Amor Exigente para casais, Amor Exigente com Sobriedade (este grupo é mais difícil de ser montado, pois o seu coordenador tem que ser adicto e estar ‘limpo’ há mais de 5 anos), e ainda Amor Exigente Terceira Idade, voltado para idosos.

O grupo de Lucas do Rio Verde, denominado LibertAção, foi formado em outubro de 2016, na época constituído por 12 trabalhadores voluntários. Está em funcionamento há um ano e nove meses, cujas reuniões acontecem todos os sábados das 14 às 16 horas na sala do júri do Fórum. Hoje em dia, apenas 3 voluntários se desdobram para manter o grupo em funcionamento.

A família que tem algum dependente químico precisa internar, conviver, superar. O grupo é de suma importância para a família enquanto o adicto está em tratamento, pois oferece suporte emocional. Conforme explica Josie, “nós fazemos a oração da serenidade, fazemos o estudo dos princípios do Amor Exigente (que trabalha com 12 princípios básicos e alguns ‘pilares’, como o sigilo, a espiritualidade pluralista – pois não há vínculo a nenhuma religião, somente a Deus – e o maior pilar, que sustenta o grupo, o Amor). O dependente químico e todo o núcleo familiar precisam compreender que o amor existe, porém a família não aceita o que ele está fazendo”.

Josie esclareceu que “há um projeto que se chama AE na Prevenção, para trabalhar o grupo antes que as coisas ruins aconteçam, ou seja, antes que o vício se instale. Mas ainda está em fase de estudos, é um projeto que daqui a algum tempo poderá ser implantado aqui em Lucas do Rio Verde”.

A voluntária explicou que esse é um programa que está em funcionamento no Brasil há mais de 30 anos, a Federação do Amor Exigente é atuante, dá suporte e envia material para os grupos espalhados por todo o país. Dá certo, muitas famílias já recuperaram seus dependentes.

Automedicação: Um risco desnecessário

Indagada sobre como se deu a criação desse programa, Josie explicou: “Tudo começou nos estados Unidos, quando um casal de terapeutas com 3 filhas menores viu todas as suas meninas entrarem no mundo das drogas. Os pais já não sabiam mais o que fazer, e certo dia, receberam um telefonema da polícia, pedindo para que ambos fossem até a delegacia retirar suas filhas que estavam detidas. Nessa ocasião, os dois decidiram que aquela noite elas passariam na cela, para que aprendessem algo ao sentirem a consequência de suas atitudes. Porém, o casal não foi dormir. Ambos passaram a noite em claro, formulando 10 novas regras a serem cumpridas na casa. No dia seguinte, buscaram as três filhas, levaram para casa e começaram a aplicar aquelas 10 novas regras. Dessa forma, conseguiram tirar suas filhas das drogas. Esse casal escreveu um livro intitulado “Though love”, contendo as 10 regras que os ajudaram tanto”.

E Josie continua: “Havia um padre chamado Haroldo Hans, jesuíta que veio para o Brasil há 30 anos atrás com a missão de montar em nosso país comunidades terapêuticas para recuperação de alcoólicos e usuários de drogas; ele conheceu esse livro e resolveu trazê-lo para cá. Esse padre e uma senhora chamada Mara (ambos são referências na Federação) traduziram o livro, dando-lhe o título de Amor Exigente, e como o brasileiro é caloroso, amoroso, ambos resolveram acrescentar mais duas regras às 10 originalmente criadas pelo casal de terapeutas: o princípio da Disciplina e o princípio do Amor. Padre Haroldo colocou em prática o Amor Exigente na clínica em que trabalhou, e deu certo. Quando um adolescente recebia alta, ele entregava essas regras aos pais e pedia para que fossem aplicadas em casa. Diante de tantos resultados positivos, o padre e dona Mara resolveram montar a Federação, que hoje está presente no Brasil, Uruguai e Argentina, com mais de mil grupos”.

O grupo de Lucas do Rio Verde enfrenta a escassez de voluntários, e está com as portas abertas aguardando que a família aumente. O caráter do grupo é ser leigo; é necessário apenas ter amor no coração e vontade de auxiliar.

Alimentação saudável: mitos e verdades

  Estudante que mora em sítio pega carona com desconhecido para ir a escola e é estuprada em MT




| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui