SEC comparece ao aniversário do homem mais velho do Estado no quilombo Mata Cavalo
Publicado em 13/06/2018 às 21:08 | REDAÇÃO
+ -



A tarde de 12 de junho na comunidade quilombola de Mata Cavalo foi de comemoração e de celebração da sua história. O homem mais velho de Mato Grosso, Antônio Benedito da Conceição, mais conhecido como Antônio Mulato, fez 113 anos, todos morando naquela comunidade e por isso recebeu de parentes e amigos uma importante homenagem.

A comemoração foi realizada na escola estadual quilombola Tereza Conceição Arruda, que homenageia a primeira professora do Quilombo, e contou com a apresentação do hino da negritude, dança afro e poesias. Mesmo com o cansaço por causa da idade, o Sr. Antônio Mulato fazia questão de retribuir o carinho e respeito recebidos, chegando a tentar uma flexão de braços para deleite de todos.

Representantes da Secretaria de Estado de Cultura e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) prestigiaram o evento, manifestando o reconhecimento das instituições à memória do aniversariante e a da comunidade. Integrantes da Comissão de lavagem da Escadaria do Rosário e do grupo de trabalho Kunta Kintê também estiveram presentes e levaram um pouco da religião de matriz africana à celebração.
A importância da história do Sr. Antônio Mulato para a comunidade

Nascido pouco tempo depois da abolição da escravatura, o Sr. Antônio Mulato é uma memória viva da sesmaria denominada Boa-Vida, atual Quilombo Mata Cavalo. Seus relatos e ensinamentos estão sendo repassados a todas as gerações da família, o que ajuda a história da comunidade a permanecer viva. Filhos, netos, bisnetos e tataranetos sabem da importância de retransmitir essas memórias que incluem muita resistência e luta pelo direito de uso da terra e pela preservação da história do povo negro em Mato Grosso.






Deixe um comentário

avatar
   
Notificar