Integração de dados e registros da agropecuária é debatida no Senado

Segundo Claudio Dutra, do IBGE, "um passo fundamental é conseguirmos fazer um diagnóstico dos cadastros e registros existentes no Brasil"

0

Aconteceu hoje (terça-feira, 15) na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado Federal, debate acerca da padronização dos dados da agropecuária brasileira. A medida é relevante, afirmam seus defensores, para a agricultura sob o ponto de vista do andamento das estatísticas rurais, da integração de registros das políticas agrícolas e da política pública escolhida pela comissão para ser avaliada este ano.
Uma destas defensoras é a relatora da avaliação, senadora gaúcha Ana Amélia (PP), para quem “os dados são importantes para a execução de políticas públicas no setor, pois o Brasil aguarda, por exemplo, o Censo Agropecuário de 2017, que será divulgado até julho, lembrando que desde 2007 o país não faz uma pesquisa do tipo e que as informações podem ser um norte para as ações no setor”.
Já para Claudio Dutra, diretor de pesquisas do IBGE, “o Brasil possui tecnologia e instrumentos para a divulgação de dados sobre a agropecuária nacional, mas ainda falta integração dos diversos setores públicos para integrar esses dados em uma única base”. Por isso, afirmou, “um passo fundamental é conseguirmos fazer um diagnóstico dos cadastros e registros existentes no Brasil, definir os conceitos e padronizações de variáveis comuns que permitam não só integrar do ponto de vista tecnológico, mas dizer que isso está estabelecido e vale para todos”.
As informações são da Agência Senado.

  Produtores de MT estocam grãos em 'silos bag' por falta de espaço em armazéns




| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui