Quatro micos são achados mortos na Bahia e vigilância sanitária fica alerta para febre amarela

Vigilância pulverizou, neste sábado (12), bairro onde animais foram achados. Objetivo é prevenir foco do mosquito transmissor da febre amarela.

0

Quatro micos foram encontrados mortos na rua Teófilo Coelho, no bairro Vila Zara, em Itabuna, no sul da Bahia, desde a última segunda-feira (7). O quarto animal foi achado morto na sexta-feira (11). A morte dos micos levanta a suspeita de que o vírus da febre amarela pode estar circulando no local.

Os macacos não transmitem o vírus da febre amarela, doença que tem como vetor o mosquito aedes aegypti, o mesmo causador da dengue, zika e chikungunya. O macaco é um sentinela da doença.


Diante da morte dos micos, a vigilância epidemiológica de Itabuna pulverizou o bairro Vila Zara neste sábado (12) para tentar prevenir qualquer foco do aedes aegypti. Além disso, a cada três dias a equipe da vigilância epidemiológica vai pulverizar a área.

Ainda não se sabe as causas das mortes dos micos. Para a descoberta, o Centro de Controle de Zoonoses de Itabuna coletou material dos quatro micos encontrados mortos no bairro, para análise.

Os exames nos animais vão ser feitos no Laboratório Central de Salvador (Lacen), para analisar a suspeita de febre amarela e descobrir a causa da morte dos micos. Ainda não há previsão de resultado para os exames dos animais.

  Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 42 milhões

| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui