Educação linguística: uma proposta para o ensino de língua portuguesa

0

O modelo tradicional de ensino vem sendo criticado há bastante tempo. Desde os anos trinta, Olavo Bilac já discutia em seus escritos sobre a necessidade de despertar no aluno a capacidade de expressão, muito mais do que habilitá-los em gramática. Em um mundo contemporâneo, em que o indivíduo é constantemente bombardeado com informações, essa linha de raciocínio não poderia ter se mostrado mais pertinente. Nesse contexto, uma pergunta, aparentemente simples, surge: o que e como ensinar?

É fato que qualquer modelo pré-determinado de ensino está fadado ao fracasso, no entanto, algumas propostas parecem servir como agentes facilitadores na transmissão de conhecimentos da língua portuguesa, uma delas é a chamada “educação linguística”.

 

A educação linguística propõe a superação da visão de língua como um sistema estável e de signos imutáveis. A língua, então, passa a ser compreendida através de seu contexto histórico, ideológico e social, os quais possibilitam que significação e sentidos sejam constituídos nas mais variadas interações verbais. Nesse sentindo, ensinar uma língua seria possibilitar ao aluno comunicar-se de forma assertiva nos mais diferentes contextos, desenvolvendo conhecimentos linguísticos ou gramaticais, textuais e discursivos, preparando o sujeito para um comportamento discursivo mais fluido e autêntico.

 

Procurando aula online de português? É professor de português e gostaria de ensinar alunos do mundo inteiro a falar o idioma? A Preply é uma plataforma on-line que reúne profissionais experientes de todo o país dispostos a lhe ajudar a aumentar seus conhecimentos nas mais variadas áreas: línguas, ciências exatas ou sociais. Visite o site e faça agora mesmo o seu cadastro!

 

Qual é o objetivo da educação linguística?

A principal meta de um educador linguístico brasileiro é o ensino da língua portuguesa, identificando os conhecimentos prévios e as dificuldades da turma para, a partir daí, elaborar estratégias, através da produção e discussão de textos, que estimulem o aluno a conhecer mais aprofundadamente as possibilidades de seu próprio idioma.

 

Como aplicar a educação linguística em sala de aula?

A aplicação da educação linguística se dá na prática de leitura e produção de textos. Essas duas atividades tornam-se, porém, ferramentas para a aceleração dos processos de interpretação, crítica, análise e inferência do sujeito. Outro aspecto importante é a atuação do professor, o qual deve entender a natureza ideológica, social e histórica da linguagem, compreendendo a língua como um organismo vivo passível de mudanças. Ao mesmo tempo, o professor precisa escolher uma das variedades do português, ao passo que também enriquece a aula, com maneiras diferentes de se expressar, considerando o valor e a importância tanto da língua padrão, quanto da não-padrão, para o desenvolvimento do indivíduo, sendo a gramática ensinada sempre diante da necessidade do aluno.