CUIABÁ: Postos Médicos Avançados registram 1.025 atendimentos

0


Durante os jogos da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 o Centro Integrado de Operações Conjuntas de Saúde (Ciocs) de Mato Grosso registrou 1.025 atendimentos nos Postos Médicos Avançados da Arena Pantanal, Fifa Fan Fest e Aeroporto. Destes 1.025 atendimentos, apenas 27 pacientes foram removidos para outras unidades hospitalares. Mais de 98% dos casos foram resolvidos no próprio local, somente 2% necessitaram de atendimento especializado. Os dados foram apresentados pelo secretário de Estado de Saúde, Jorge Lafetá, no balanço das ações de Saúde nos jogos da Copa, nesta sexta-feira (18), na sede da Secretaria de Estado de Saúde.

O secretário pontuou que o grande legado para a área da Saúde é a capacidade das equipes de Saúde de Mato Grosso em atender grandes eventos de massa, uma vez que receberam capacitações específicas e especializadas para estes eventos. “Foram feitos testes em atendimentos de massa, coordenados pela Secretaria de Estado de Saúde, integrando as várias áreas, com foco também para os profissionais do Samu 192, com muitas técnicas, visando agilidade qualidade e segurança nos atendimentos. E deu tão certo que os pacientes removidos para hospitais todos tiveram alta medica”, disse anunciando a constituição da Força Estadual do SUS para eventos de Grande Massa em Mato Grosso e agradecendo os mais de cinco mil servidores de Saúde que trabalharam no evento.


Os dados apontam que a maioria dos casos atendidos foi relacionada a ocorrências clínicas (dor de cabeça, hipertensão, lesões, torções e quedas de baixa gravidade) com 880 atendimentos, sendo 115 por trauma, 27 remoções, e outros de baixa complexidade.

Entre as ações de monitoramento foram realizadas 251 fiscalizações sanitárias em serviços de alimentação, de saúde, instalações sanitárias, abastecimento de água. As fiscalizações evitaram a ocorrência de intoxicação alimentar e agravos de importância para a saúde pública como no monitoramento epidemiológico. As inspeções tiveram resultado de 92,03% como satisfatório sem irregularidades e 7,7% com irregularidades não relevantes segundo os critérios da Anvisa e os casos foram corrigidos.

  Trabalhador é assassinado a tiros em fazenda

Jorge Lafetá pontuou que os cursos de capacitação em atendimento pré-hospitalar, regulação médica, de incidentes com múltiplas vítimas e catástrofes com produtos químicos, além da instalação e treinamento na operacionalização do Programa e-SUS Samu que aperfeiçoou a Central de Regulação Médica, fez a diferença nas ações que desenvolveram no período da realização dos jogos da Copa. “Os treinamentos nos deu a percepção e capacidade de agir e fazer as intervenções oportunas de cada situação, que resultou no sucesso de atendimento neste grande evento. O Samu 192 trabalhou em sincronia com as equipes de plantão aos mesmo tempo em que atendeu a população em suas necessidades dos serviços que ele oferta. Os Prontos Socorros não tiveram sobrecarga nos atendimentos, exceto aqueles atendimentos de rotina”, completou.

Os serviços de Saúde atuaram de forma bem coordenada e integrada, e os planejamentos na prática funcionaram a ponto das equipes terem tranquilidade e desenvoltura dos trabalhos que competiu a cada um. “Fizemos grandes trabalhos na área de prevenção desde 2012. Estava tudo planejado e coordenado. Sabíamos onde encaminhar os pacientes, por exemplo o Hospital Estadual Metropolitano foi referência para a Alta Complexidade, os hospitais particulares para atendimento para quem possuía plano de saúde, e os Postos Médicos Avançados próximos dos torcedores, bem equipados para atendimento de emergências. Um modelo que vamos adotar em Mato Grosso para outros eventos de massa. Estamos prontos e capacitados”, disse com satisfação Lafetá.

A campanha “Proteja o Gol”, que promoveu ações de prevenção ao HIV e Aids distribuiu 2.780 kits de folders educativos e realizou 221 testes rápidos para HIV e Hepatite C, 195 testes para Sífilis,121 para Hepatite B. Do total dos testes realizados 1 deu positivo para HIV, 6 para sífilis e 1 para Hepatite C. Os pacientes com resultado positivo foram encaminhados para os serviços especializados da Rede SUS para acompanhamento e tratamento.

Foram registrados 1.828 atendimentos de rotina na Região Metropolitana do Serviço Móvel de Urgência Samu 192, no período de 12/06 à 13/07 (período da Copa).

Assessoria/SES-MT


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui