Mato Grosso,

 

   
  Esportes Futebol  
 

Everton faz dois gols, mas Flamengo vacila e cede o empate contra o Bolívar, no Maracanã

 
sp space  
 

 
space space

comente

 
comente []    
comente [0]    
 
 
 
space space
 
imprimirImprimir space   Diminuir TextoDiminuir texto space Aumentar TextoAumentar texto
 
space space  
 
 
space
 

O Flamengo desperdiçou uma chance de ouro para terminar o primeiro turno da Copa Libertadores na liderança do Grupo 7. Jogando contra o time do Bolívar-BOL, no Maracanã lotado, o Rubro-negro não fez valer a força do fator casa, e do apoio da incansável torcida flamenguista, e apenas empatou por 2 a 2 com os Celestes de La Paz.

A equipe do técnico Jayme de Almeida terminou o primeiro tempo no zero a zero, e despertou as primeiras vaias da arquibancada. No segundo tempo a situação piorou com o precoce gol de Capdevilla para os bolivianos. A reação do Flamengo foi imediata, e Everton protagonizou os dois gols da virada rubro-negra, resultado que lhe daria a liderança.

Porém, o time falhou novamente na defesa, e o dedo do técnico estreante, Xabier Azkargorta, teve efeito com o gol de Pedriel, jogador recém ingressado no segundo tempo. O empate contra o lanterna do Grupo 7 deixou os torcedores insatisfeitos, mas o Flamengo ainda encerrou o turno na segunda colocação, com 5 pontos, um a menos que o líder Emelec-ECU.

O JOGO

O Flamengo começou a partida da maneira como se esperava, com atitude ofensiva, empurrado pela torcida que lotou as dependências do Maracanã. O Bolivar fez o seu jogo, infiltrado na defesa e explorando os contra-golpes. O Rubronegro teve a sua primeira chance somente aos 14 minutos, depois de cobrança de falta de Elano que Cáceres cabeceou rente à trave de Quiñonez.

Com o passar do tempo, e o jogo cheio de equívocos por parte dos dois times, o Fla ficou nervoso e errou muitos passes, tirando a paciência do torcedor. Gabriel, muito impreciso, foi o mais cobrado pelas vozes da arquibancada. Mesmo com uma certa liberdade para criar as jogadas de ataque, e contando com a debilidade técnica dos bolivianos, que se complicaram muito nas saídas de bola da defesa, o Flamengo não conseguiu assustar o goleiro adversário.

Hernane tentou de fora da área e Gabriel com um chute cruzado de pouca força, mas estas foram as únicas finalizações para se destacar no primeiro tempo. Quem realmente assustou foi o Bolívar, que obrigou o goleiro Felipe a fazer uma grande defesa no potente chute de Yacerote, ingressado aos 20 minutos no lugar de Castillo, lesionado. Vaias e frustração da torcida e jogadores do Flamengo no final da primeira etapa, zerada em gols e em emoções.

O técnico Jayme de Almeida teve que forçar sua primeira substituição ao tirar Léo, machucado, para ingressar o volante Paulinho. O jogador entrou com tudo, e logo aos três minutos mandou um chute perigoso por cima do gol de Quiñonez.

Mas quando menos se esperava, o Bolívar mostrou suas garras. Depois do zagueiro Wallace vacilar e perder a bola na lateral esquerda, Arce se aproveitou e cruzou rasteiro para William Ferreira rolar para atrás e Capdevilla bater sem chances para Felipe, abrindo o placar e a boca dos torcedores flamenguistas, incrédulos.

Pressionado pelo resultado negativo, o Flamengo foi pra cima e se redimiu dois minutos depois do gol boliviano. Everton, inspirado, acertou um belo chute de fora da área e colocou a bola no canto, explodindo em vermelho e preto o Maracanã. Incendiados pela torcida, o time rubro-negro foi em busca da virada, e reclamou muito da arbitragem do chileno Enrique Osses, cobrando a marcação de dois pênaltis.

Mas como diz o ditado, água mole pedra dura, tanto bate até que furou as redes do Bolívar. Jogada de Paulinho pela direita, o chute despretensioso espirrou na zaga boliviana e sobrou para Everton, predestinado, fuzilar o arco de Quiñonez.

O técnico Xabier Azkargorta mexeu no banco, e substituiu dois jogadores de uma só vez, colocando Pedriel e Rudy Cardozo no lugar de Callejón e Luis Gutiérrez, respectivamente. A audácia ofensiva surtiu efeito, e os Celestes voltaram à igualdade no marcador com o recém ingressado Pedriel, que recebeu um lindo lançamento de Ferreira e, cara a cara com Felipe, só tocou para o gol.

Nervos à flor da pele, e mais raça que técnica na atitude dos jogadores flamenguistas. O time carioca tentou de falta com Alecsandro, ingressado no lugar de Elano, com João Paulo de fora da área, com Hernane entre trancos e barrancos, mas não conseguiu impedir o vexame no estádio Mário Filho.

Resultado inesperado contra o último colocado do Grupo 7, que ainda não venceu na Copa Libertadores e somou seu segundo ponto. O 2 a 2 não foi nada bem recebido pelos flamenguistas, mas ainda assim deixou o Rubro-negro na segunda colocação da chave, com cinco unidades, terminando o primeiro turno na zona de classificação, atrás apenas do Emelec-ECU.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 x 2 BOLÍVAR-BOL


Competição: Copa Libertadores da América - Grupo 7 - Terceira Rodada
Local: estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, Brasil
Data e horário: 12/03/2014, às 22h (de Brasília)
Arbitragem: Enrique Osses (CHI), auxiliado por Carlos Astroza (CHI) e Sergio Romero (CHI)
Gols: Capdevilla (BOL — 7'/2ºt), Everton (FLA — 9'/2ºt e 20'/2ºt), Pedriel (BOL — 28'/2ºt)
Cartões Amarelos: Juan Carlos Arce (BOL — 16'/1ºt), William Ferreira (BOL — 30'/2ºt), Edemir Rodríguez (BOL — 40'/2ºt)
Cartões Vermelhos: Não houve

FLAMENGO: Felipe; Leo (Paulinho), Wallace, Samir, João Paulo; Victor Cáceres (Carlos Eduardo), Muralha, Elano (Alecsandro), Gabriel; Everton e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

BOLÍVAR: Quiñonez; Edemir Rodríguez, Nelson Cabrera, Luis Gutiérrez (Rudy Cardozo), Walter Flores; Edu Moya (Yacerote), Damir Miranda, Capdevilla, Juan Carlos Arce; Callejón (Pedriel) e William Ferreira
Técnico: Xabier Azkargorta


  space
 
 
loading...
space
 

Notícias de Lucas do Rio Verde

 
space

Destacamos em Esportes

space space space space space space

LUVERDENSE: ''Não tinha ninguém na área, resolvi chutar'', diz Tavares sobre golaço
06:35h | 23/04/2015

space

Luverdense vence Operário de VG e abre vantagem na semifinal
06:31h | 23/04/2015

space

São Paulo vence o Corinthians com 'olé' e marca duelo contra o Cruzeiro
06:45h | 23/04/2015

space

Vanessa Mesquita posa com biquíni de esparadrapo e mostra marquinha
10:04h | 25/04/2015

space

Vice diz que Fla já tem investidor para Maracanã: ''Poderia assumir amanhã''
  Vice diz que Fla já tem investidor para Maracanã: ''Poderia assumir amanhã''  
space  
  09:21h | 25/04/2015  
  Rodrigo Tostes não pretende renovar com concessionária nos valores atuais, contesta custos e estabelece prazo até fim do ano para decidir rumo em rela  
Dívida do Corinthians pode tirar Pato do São Paulo ainda nesta temporada
  Dívida do Corinthians pode tirar Pato do São Paulo ainda nesta temporada  
space  
  09:34h | 25/04/2015  
  Emprestado ao Tricolor até o final de 2015 com cada clube arcando com metade do salário, Timão deve sete meses ao atacante e pretende negociá-lo em  
 
 
space
space

space
space

veja mais

 PUBLICIDADE
space
 


space