Rapaz que jogou perfume e ateou fogo na genitália de irmão de dez anos sai da cadeia
Publicado em 17/03/2017 às 07:29 | Érika Oliveira-OD
+ -




O juiz Jeferson Luiz Quinteiro, da 11ª Vara Criminal – Justiça Militar e Audiência de Custódia (Jumac) – coordenada pelo juiz Marcos Faleiros da Silva – concedeu liberdade provisória a um jovem de 19 anos, que jogou perfume e ateou fogo nos órgãos genitais do próprio irmão, uma criança de 10 anos, no último dia 14, na residência da família no bairro Renascer, em Cuiabá.

O suspeito foi preso em flagrante após confessar a autoria do crime. No entanto, o juiz concedeu a liberdade provisória ao jovem em função dele ser réu primário (não cometeu outros crimes anteriormente) e mora com a mãe em endereço declarado à Justiça.

Com a decisão, que data desta quarta-feira (15), o jovem deverá cumprir algumas medidas cautelares, como comparecer uma vez por mês na Vara e se abdicar de frequentar bares ou boates.

Além disso, ele está proibido de ausentar de Cuiabá sem a permissão da Justiça e deverá recolher-se em sua residência durante a noite.

O caso

Conforme o Boletim de Ocorrência (B.O), a criança de 10 anos estava dormindo quando o seu irmão pegou um frasco de perfume, jogou sobre o seu corpo e depois colocou fogo.

A criança foi socorrida por vizinhos e levada ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), com ferimentos da cintura para baixo. A mãe da criança acompanhou o menor até a unidade de saúde. Ela não estava em casa no momento do ocorrido.

A Polícia Militar foi acionada e foi até residência, no bairro Renascer, em Cuiabá. O jovem de 19 anos foi encaminhado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento.